Caixa No Vermelho

Seu caixa no vermelho: Saiba como sair dessa!

Em momento de crise, boa parte das empresas estão com o caixa no vermelho. Obviamente, trabalhar as demandas nesse período se torna complicado para muitos empresários, no entanto, uma vez que falta emprego, a solução que muitas pessoas têm encontrado para continuar ativos e produzindo para o benefício econômico, tem a ver com o empreendedorismo e abertura de empresas.

Só que isso não quer dizer que essas organizações estejam plenamente confortáveis com as despesas ou satisfeitas com a receita.

Então, se você já possui um negócio constituído e se encontra com seu caixa no vermelho, ou se deseja abrir empresa e não sabe o que fazer para evitar esse resultado, tome nota dessas dicas!

Pesquise outros fornecedores!

Tudo bem que você já esteja acostumado a determinados fornecedores, mas ao negociar com outros, você amplia as suas possibilidades, seja com desconto para pagamento à vista ou ainda para ter maior prazo.

Pesquisar outros fornecedores te “abre o horizonte”, te fornecendo uma outra visão sobre quem você pode negociar melhor, tendo assim, alguma margem de lucro atrativa.

Corte os gastos

Parece bobo falar isso, pois a maioria dos empreendedores já possuem esse conhecimento, mas ainda assim, nunca deixará de ser importante enfatizar, sabe por quê? A mente humana trabalha melhor por repetição e muitos dos nossos gastos estão também associados aos impulsos emocionais. Isso quer dizer que em momento de estresse, alguns empreendedores podem ser estimulados a comprar, já que se sentem pressionados com algum problema, e o ato de comprar e pagar, momentaneamente permite uma sensação prazerosa (como um escape). O problema é quando a conta chega!

Portanto, é vital eliminar tudo o que seja supérfluo para a empresa. Fazer contenção de energia, copos descartáveis, produtos de limpeza, materiais de escritório, uso do telefone, entre outros, pode representar uma economia de mais de 31% diante aos gastos mensais.

Contratação de serviço terceirizado

Você já imaginou o quanto sua empresa irá economizar caso contrate profissionais terceirizados? Não ter que pagar os encargos trabalhistas, “alivia o peso no bolso” e faz com que o trabalho tenha profissionais mais comprometidos e engajados, já que a atuação dependerá da máxima produtividade quanto ao acordado.

Renegociação de dívidas

Seria maravilhoso se todo empreendedor jamais tivesse que se endividar, mas o endividamento é algo comum, principalmente quando se necessita de financiamento ou empréstimos.

Se sua empresa contraiu muitas dívidas, a melhor forma de aliviar a pressão sobre ela, é renegociando. Essa ação deve ser embasada de acordo com o orçamento da empresa, ou seja, a organização precisa ter um capital X para pagar a dívida. É preciso também verificar os juros, as condições de pagamento e a quantidade de parcelas disponibilizada para quitação.

Conversar com o contador nesse momento é de vital importância, já que ele reunirá todos os dados relevantes, de maneira a lhe orientar o que será preciso fazer para equilibrar as contas.

Identificar o problema de se estar com o caixa no vermelho!

Já citamos vários passos sobre como você pode sair da crise financeira, mas sem antes fazer uma análise criteriosa dos motivos pelos quais você chegou a esse ponto, ficará difícil entender a situação e mais, sair dela!

Raros os casos em que o empreendedor consegue identificar a origem real do problema, nesse caso, mais uma vez o contador entra como grande parceiro e coadjuvante do empreendimento.

Nesse sentido a contabilidade visa intermediar positivamente essa situação, fornecendo todos os dados relevantes à respeito do negócio, e permitindo assim, haver maior e melhor gestão contábil e financeira, e consequentemente um rumo certeiro para que a empresa finalmente equilibre suas contas e saia do vermelho.

Portanto, se o caixa de sua empresa está no vermelho e lhe restam muitas dificuldades com as contas? Lembre-se o seu maior aliado neste momento, pode ser o seu contador!

Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *